A missão que ainda não concluímos

Estamos avançando! É tempo de portas abertas, tempo de abundância, tempo de missão. Carismáticos do Brasil inteiro estão se mobilizando para construir a Sede Nacional. Estamos usando cada vez mais os meios de comunicação para neles mostrar a voz e o rosto de Jesus. Na educação, também estamos fincando a bandeira da Cultura de Pentecostes. No Marajó, ganhamos do Senhor o nosso sonhado barco.

Graças que temos recebido. E como é bom testemunhá-las!
Mas, infelizmente, existe uma notícia que ainda não pudemos partilhar. Algo que não fizemos ainda e, portanto, não podemos festejar. Trata-se de uma missão assumida por nós, como Movimento, que não finalizamos: o fechamento de um milhão de assinaturas para tentar impedir que o aborto seja descriminalizado em nosso país.
O mais grave é que, enquanto isso, existem grupos muito bem articulados a favor do aborto. Homens e mulheres que, sem o menor pudor, querem legalizar o assassinato de bebês. Sim, assassinato! Existem pessoas, por mais inacreditável que isso possa parecer, que defendem a matança de bebês nos ventres de suas mães.
Os artífices do mal não se cansam, eles estão lutando neste momento! Se mobilizando. E nós? Nosso silêncio, nossa omissão pode significar muito em breve o extermínio de inocentes. Imagine quantos milhões e milhões de abortos serão feitos pelos motivos mais fúteis.
Eles e elas não têm vergonha de dizer que lutam para que inocentes sejam mortos. Pessoas covardes, defensores da cultura de morte que alegam a defesa de direitos humanos!
Palavras duras? Sim! Porque se não falarmos às claras, eles falarão às escondidas, em gabinetes, depois convencerão a sociedade brasileira, que lamentavelmente já não tem pautado sua conduta pelos valores evangélicos.
Não podemos recuar. Não podemos perder essa luta em que a cultura da morte afronta a cultura de Pentecostes, cultura da vida.
Irmão, irmã, você é contra o aborto? Infelizmente, apenas a convicção, sem ação, não basta. Se você for contra e não fizer nada, está facilitando o trabalho desses grupos abortistas. É preciso agir!
Juntamente com está carta estamos enviando uma folha de abaixo-assinado para que o aborto não seja descriminalizado no Brasil.
Se você quiser evitar a morte de bebês no Brasil, esforce-se para preencher esse abaixo-assinado. Mesmo que você já tenha preenchido uma lista antes. Se você tem assinaturas guardadas, leve para o Congresso Nacional ou envie para o Escritório Nacional.
Querido irmão, querida irmã, há uma folha em branco com você. Que destino ela terá? Ficará vazia ou servirá de bandeira na luta a favor da vida? Essa é uma resposta que somente você pode dar.
Ajude-nos a redigir a boa notícia de conclusão de nossa campanha de um milhão de assinaturas. Faltam mais de cem mil. Que o Espírito Santo nos impulsione a continuar empenhados pela vida, protegendo àqueles que não podem se defender.


Lúcia V. Zolin
Coord. Comissão e Ministério de Comunicação RCCBRASIL

Share |